English version

Poemário

Diz-se que no silêncio
Não se pode fazer uso da palavra,
Mas como, se o pensamento voraz
Procura incessante a sua textura?

A mente infinita, redesenha
O quadro da sua loucura,
Com diálogos que nunca
Sentiram um grau de mesura!


Alves Pinto, in Último Ciclo, © 2008



Desenvolvido por Bizview - Sistemas e Comunicação