English version

Poemário

Lembro-me do acto de contrição,
Ou melhor, do seu momento
Na missa de domingo, e a emoção
De mentir ao bater no peito.

Mea culpa, mea culpa,
Da vida aceito o ferro,
Não tenho, nem nunca tive desculpa
Por ser burro e bater com a cabeça no erro.


Alves Pinto, in Alma Grande no Meu País, © 2007



Desenvolvido por Bizview - Sistemas e Comunicação