English version

Poemário

Será a tua vontade sincera
Que me há-de fazer ser a ave?
A esbracejar, romper a atmosfera
E roubar ao destino a chave?

Assim nunca a soubera rodar
As voltas necessárias para abrir,
O destino que no seu modo virgem
Não reconheceu o rasto da sua origem.

A Três Vozes, in Um Grito Em Liberdade, © 2008



Desenvolvido por Bizview - Sistemas e Comunicação