English version

Poemário

Eu sou um anjo
Que passou despercebido,
O olhar desatento dos homens
Não reparou no meu sentido.

Mas um dia reclamará de forma justa
A essência do meu esplendor, como seu
E íntimo, num infinito grito de alegria.


A Três Vozes, in Aliança, © 2010



Desenvolvido por Bizview - Sistemas e Comunicação